Oh, crianças, isso é só o fim…

O Breve Século XX, como foi chamado pelo historiador Eric Hobsbawm, foi certamente a época da aceleração do tempo, onde as coisas tomam um sentido cada vez mais imediato e com mudanças cada vez mais rápidas e intensas no cotidiano.maquina de escrever

Algumas dessas mudanças podem ser sentidas nas nossas vidas aqui e agora, enquanto escrevo no teclado do computador. Posso lembrar sem nenhuma dificuldade dos tempos em que aprendi datilografia, e tinha que escrever com rapidez e eficiência nas duras teclas da máquina de escrever. A cada erro, arrancava o papel e escrevia tudo de novo. Nunca tinha ouvido falar da tecla delete.

As mudanças podem ser verificadas ainda mais profundas quando comparamos lembranças de algumas gerações. Sempre lembro da minha mãe contando da época em que não tinha televisão e ela tinha que assistir os programas feito papagaio de pirata na casa do vizinho. Isso ainda na década de 50/60. O aparelho de TV era caro demais na época, assim como qualquer nova mania tecnológica o é hoje em dia, até não ser mais novidade, tendo então o preço barateado. Mas minha mãe, certamente já tinha um entretenimento muito interessante que era o rádio, e que sua mãe (minha avó) com certeza nem sempre teve. Imaginem como deveria ser a vida sem nem mesmo um radiozinho pra alegrar as horas vagas…

RadioNo outro dia estava lendo um texto e me deparei com um relato de uma ouvinte de rádio que mandou uma carta para a revista Carioca, publicada em 03 de outubro de 1936, sugerindo que entre os problemas que mantinham o rádio brasileiro em um estágio ainda embrionário estava o dos pesados impostos que incidiam sobre os aparelhos, que eram importados, tornando sua aquisição somente possível para as classes mais abastadas. Restava aos “menos abastados apenas o martírio de namorá-los nas vitrines dos estabelecimentos”. A leitora-ouvinte afirmava que “onde quer que funcione um rádio a aglomeração de ouvintes é matemática” e terminava sua carta apresentando-se como uma ouvinte que, “ainda não possuindo um rádio, contenta-se em ouvir o do vizinho mas sempre na doce esperança de um dia possuir o seu”.

Pois é, crianças, se o século XX foi breve, como afirma Hobsbawm, o século XXI está sendo um flash, quando a gente pensa que vai ser, já foi…

Anúncios
Published in: on dezembro 10, 2006 at 5:15 pm  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://maturana.wordpress.com/2006/12/10/oh-criancas-isso-e-so-o-fim/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. ESSE SITE E VELHO PRA CARAMBA


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: